quinta-feira, 28 de novembro de 2013

AÇÃO DE GRAÇAS


Hoje é dia de Ação de Graças. Poucos se lembram disso. Somos verdadeiramente gratos com Deus pelo dom da vida, da lucidez, da saúde e tantos outros?
Quantos presentes e bênçãos de Deus são ignorados porque não vêm embalados como gostaríamos?
As necessidades são muitas. Seja quem for poderia mencionar, num piscar de olhos, seus desejos e suas necessidades.
A preocupação com elas é tão grande, que nem se repara quantas riquezas e dons são recebidas a cada dia.
A atitude mais comum, ao longo dos dias é a lamúria e queixa pelos desejos não realizados, afinal desejos não realizados são contrariedades que incomodam.
O que vale agir impetuosamente, vendo frustrada uma vontade, um gosto e dominado pela cegueira da ambição ser ingrato com a Providência que, apenas aparentemente, não satisfez uma aspiração?

Nós escolhemos o que desejamos, mas quem decide é Deus e, tenhamos certeza, Ele só concederá se o que escolhemos é bom para nós. 
Se alguém duvida disso é só analisar quantos fatos aconteceram em sua vida sem que ao menos compreendesse o motivo no momento e só, após muito tempo, percebeu ter recebido um verdadeiro livramento de Deus, através daquele fato em sua vida!
Se a primeira atitude diante de uma contrariedade é revolta, sem mesmo procurar um significado mais profundo para o episódio, há o risco de apagar-se a chama viva da fé e esperança que está dentro de cada um e que se revela aos outros pelo brilho emanado através da serenidade. É isso: quem possui fé é sempre sereno, em qualquer circunstância.
Deve-se sempre analisar com profundidade cada episódio da vida, mesmo os mais adversos, como oportunidade única de demonstrar esperança e fé incondicional à vontade de Deus, sabedores de que um pai que ama sem medida cada um de seus filhos, nunca desampara nenhum deles.

Deus é um Deus do presente, pois Ele mesmo se auto denominou: "Eu sou Aquele que é". 
Quem vive do passado exprime amargura e sofrimento, porque o sofrimento reside sempre em recordações do passado em especial se elas estão impregnadas de mágoas e ressentimentos.
Deus é um Deus presente e do presente e não do passado; é o Deus da serenidade e não da agitação e da brutalidade; é Deus da prosperidade e não da avareza; é Deus de amor e não do ódio.
Se hoje é Ação de Graças vamos agradecer, reconhecendo cada instante vivido, como a maior riqueza e como maior dom da divindade. 

Uma das formas de agradecer é viver plenamente o presente momento!
J. Rubens Alves

Nenhum comentário: