sábado, 2 de janeiro de 2016

ESPERANÇA E IMAGINAÇÃO

Uma agitação no ar! Geralmente é o que se sente nestes finais de ano, épocas em que se misturam as correrias para comemorar o sucesso, mesmo que pouco expressivo e, acima de tudo, bendizer a vida. Certamente, esse é o maior motivo que o ser humano tem para comemorar, acima de tudo se, ao longo da jornada de um ano, conseguiu preservar essa maravilhosa dádiva da vida.
Existem sim, em grande maioria, pessoas que se esquecem do quanto é importante conquistar a vitória do viver, sem ter sofrido danos consequentes do emaranhado das loucuras e violências que dominam essa nossa humanidade: loucuras de atentados à vida em nome de um 'deus'; instituições abaladas em seus alicerces por pessoas que prevaricam, se locupletam e se servindo do bem comum apenas em benefício próprio causando, dessa forma, escândalos sem precedentes em todas as partes do Planeta; violação de direitos; utilização maldosa e imoral das redes de comunicação para difusão, sem precedentes, de atos de pedofilia, pornografia e prostituição e, acima de tudo, a destruição de nossa Natureza.
Por esses tantos absurdos fica no ar uma frustração pelo muito que se deixou por fazer, não só individualmente, mas acima de tudo, pela impotência de se fazer algo melhor pelo coletivo universal. 
Propósitos não cumpridos são verdadeira tortura para o ser humano. 
Metas não alcançadas frustram e martelam a consciência de quem não as cumpriu, especialmente para aqueles que naturalmente são bons e, por acidente, deixaram de fazer algum bem e, casualmente, deixaram de amar os que estiveram por perto.
Verdadeiramente, amar é o motivo único e primeiro para se fazer a vontade do Pai, pois àquele que ama se permite tudo, visto que nada de mal nascerá a partir daquele que ama.
Quantos males não teriam sido praticados se o amor tivesse prevalecido nas ações!
Este é um ano que se inicia sem muita perspectiva se forem levados em conta somente os resultados tão frustrantes dessa jornada passada.
Ninguém, contudo, que ao menos se esforçou, deve sentir-se aniquilado, afinal toda a existência é um contínuo processo de aperfeiçoamento. 
Um caminhar, passo a passo que seja, levará cada um a realizar seus sonhos e aprendizados ao longo desse ano que se inicia. 
Fixar metas e vislumbrar sonhos. Focar o olhar nas estrelas e lá no alto depositar os ideais que estão adormecidos no fundo do coração, cá embaixo.
A partir de então, será necessário apenas não desviar-se desses propósitos revitalizantes, tomando atitudes firmes e tempestivas quando necessárias, com pureza de coração e espírito. 
Mesmo que as asas sejam pequenas para voar, a fé de cada um, com certeza, o alçará para grandes alturas. A fé faz voar sim e remove montanhas,  se cada um fizer o que lhe cabe. 
Deus acende luzes pelos caminhos a percorrer na medida em que se caminha, nem que seja como já dito, um pequeno passo a cada dia. 
Vale a pena lutar pelos sonhos, mesmo que pareçam impossíveis num certo momento.
O sonhar, em verdade, é que alimenta a Esperança a ser  renovada no íntimo de cada um, a cada dia, a cada momento!
Após fixar os ideais mais altos e encontrar a pérola preciosa de cada sonho caberá apenas, a cada um, a singela ação de imaginar.
Ter a capacidade de imaginar, isto é, criar a imagem dos desejos, possibilita ao Universo conspirar em favor de cada um, atendendo e concretizando as aspirações.
Afinal, o Pai é o exemplo mais generoso e imaginativo para todas as suas criaturas, bastando olhar atento ao redor para se perceber isso e valorizar ainda mais a Vida!
Nunca haverá alguém só e abandonado neste mundo vasto, tão diversificado e, às vezes, tão incompreensível!
J. Rubens Alves