quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

CARTA AO AMIGO HOLANDES

Caro amigo, senti que você esteja indeciso se fica ou se volta para nosso País.
O dom maior e absoluto você, caro amigo, já o tem: a vida! Deus lha deu para que a vivesse com alegria, livremente.
Viva-a intensamente, como nunca a viveu: esquecendo um pouco os limites e empecilhos que as estruturas de instituições colocaram e continuam a colocar nas liberdades e na existência.
Viver, seja como e onde for, desde que buscando a realização, vivendo no e com amor tudo que existe de bom e agradável. Todas as coisas concorrem para o bem, menos o mal. O grande mal é suprimir a alegria de viver onde se deseja?
Elimine esse desejo de voltar, que o faz ficar saudoso e triste, tomando a decisão de ir para onde seu coração o impele, neste caso, voltando ao Brasil. Deus, certamente, estará onde você for.
Há certos momentos que é melhor tomar atitude conforme o coração e as intuições, esquecendo-se de vez em quando, o que pessoas e instituições, pensarão a respeito.
Quem somos? Para onde iremos? Qual nossa morada?
O Reino de Deus é semelhante. Sim. Semelhante a crianças, ao campo com tesouro...
Nesse Reino não há lugar para tristeza. E a alegria começa no viver a própria vida.
Caro amigo: SEJA SIMPLESMENTE FELIZ! Viva sua vida, seu maior dom, seu maior tesouro, seu maior e absoluto valor, como nunca viveu: corajosamente do seu jeito, de acordo com sua intuição. Dê a si essa premiação!
Deus nos fala pelas intuições!
Quanto às outras preocupações ('o que dirão', 'o que farão', 'o que pensarão', 'as regras, instituições'...) dissolva-as pelo coração e não as acumule em suas costas como um fardo que lhe deixe alquebrado!
"O tempo não pára no porto, não apita na curva, não espera ninguém..." diz uma canção brasileira "O Tempo". DECIDA!! Que esse texto seja uma motivação.
J. Rubens Alves

Nenhum comentário: